BIBLIOGRAFIA BÁSICA – PARTE 03

Facebooktwittergoogle_plusmail

11

Ainda em relação à cultura popular brasileira, temos a presença de inúmeros autores que se debruçam em coletar contos da oralidade e escreverem com seu estilo, seu modo próprio, renovando-os, dando novo fôlego. E, temos aqueles autores que transcrevem a oralidade, adaptando apenas em um momento ou outro. A orientação de leitura de hoje se enquadra mais no segundo caso.

Para esse post de indicação de leituras para uma possível capacitação à distância, damos a dica de um livro que acabou de sair do forno, está quentinho, quentinho. E será lançado no Boca do Céu (que também é o tipo de evento importante para todo contador comparecer e aprender bastante).

11b

LIVRO: “Assim me contaram… assim vos contei”

EDITORA: Candombe – São Luiz do Paraitinga – 2014

AUTOR: Geraldo Tartaruga | Oraganizado por Giba Pedroza e Henry Duarte

PORQUE LER?
Quem nos conhece sabe que temos como mestre no universo da narração de histórias o fantástico Giba Pedroza, que possui um modo tão orgânico de narrar, que prende a atenção de ouvintes de todas as idades. Bom, acho que para entender a importância desse livro vale saber que os contos são obras do mestre de nosso mestre, ou seja, o Seu Geraldo Tartaruga.
Giba sempre nos falava sobre o Sr. Geraldo, mas nunca tivemos a oportunidade de conhecê-lo, pretendemos alterar isso justamente no Boca do Céu desse ano, pois o Seu Geraldo estará por lá, narrando seus causos.

O livro em questão possui causos de Seu Geraldo, organizados pelo Giba Pedroza e por Henry Duarte, além de possuir um acabamento gráfico muito bonito, possui como ilustrações as obras que seu Geraldo Tartaruga produz lá em São Luiz de Paraitinga (afinal lá é sua cidade, curiosamente a capital nacional do Saci) e possui um CD que acompanha o livro com as histórias que lá estão.

Em relação à cultura popular brasileira, esse livro que será lançado é, sem dúvida, um item de extrema qualidade, pois foi todo feito por pessoas que respiram a cultura popular no dia a dia.

Bom, essa semana já tivemos dois posts de indicação. Caso tenha alguma dúvida, crítica ou sugestão, pode nos enviar, estamos investindo nessa proposta para que o site seja um canal dinâmico de aprofundamento artístico.

Abraço a todos garobabaaaa!

 

Augusto e Elaine fundaram a Cia Arte Negus e acreditam no riso como instrumento de transformação social.

Posts Relacionados