BIBLIOGRAFIA BÁSICA – PARTE 02

Facebooktwittergoogle_plusmail

biblio_par

Olá a todos, tudo bem?

Conforme comentário, bem pertinente por sinal, de Luiz Carlos Ribeiro, nessa edição das indicações básicas de leitura estamos inserindo as editoras dos livros. Em alguns casos, quando o livro possuir mais de uma edição em editoras diferentes, iremos indicar a edição que temos aqui em nossa biblioteca. Valeu Luiz! Foi uma honra saber que esteve aqui lendo nosso site.

Outro autor que é fundamental para a biblioteca de quem está iniciando suas pesquisas em Contação de Histórias e/ou pesquisa da cultura popular brasileira é o tal do Ricardo Azevedo. É prazeroso ler o trabalho dele. Para quem não conhece, vale saber que Ricardo Azevedo transita por diferentes espaços do universo da comunicação humana. Sua formação acadêmica é em Artes Plásticas, talvez por isso é comum encontrar vários de seus livros ilustrados por ele mesmo, mas além dessa graduação possuí pós-graduação em Letras, produzindo a tese “Abençoado e danado do samba – O discurso da pessoa, das hierarquias, do contexto, da religiosidade, do senso comum, da oralidade e da folia”. E, como se não bastasse ter pesquisado academicamente elementos da cultura popular, aventurou-se no mercado publicitário, o que, de algum modo, propicia um conhecimento prático da Comunicação Social. Os livros eleitos para aparecer aqui em nossa “Bibliografia Básica”, são os que seguem abaixo:

  • CONTOS DE ENGANAR A MORTE (Ed. Ática)- Nesse livro há vários contos coletados da cultura popular, que percorrem os obscuros (mas também muito cômicos) causos de sujeitos que encontraram a morte. Alguns deles conseguem se livrar dela, com a esperteza típica de um matuto; já outros, não têm tanta sorte. Vale muito a pena se aventurar nessas assombrosas historietas.

 

  • HISTÓRIAS DE BOBOS, BOCÓS, BURRALDOS E PASPALHÕES (Ed. Ática) – Esse também apresenta vários personagens que são matutos, mas dessa vez não tão espertos assim. Também com referências na cultura popular, mas evidentemente com o toque pessoal do autor, o livro narra as aventuras de personagens que se atrapalham, que são desligados, alguns burros  de pedra, mas, extremamente cativantes. Risadas garantidas.

 

  • NO MEIO DA NOITE ESCURA TEM UM PÉ DE MARAVILHA (Ed. Ática) – Também nessa linha que utiliza o folclore nacional como ponto de partida, mas com as histórias recontadas no estilo do autor, há este prazeroso livro. O curioso apontar sobre os livros citados aqui é que todos possuem ilustrações do próprio Ricardo e, no caso desses três iniciais, possuem vários contos em um único volume. No caso desse são 10 histórias.

 

  • UMA VELHINHA DE ÓCULOS, CHINELOS E VESTIDO AZUL DE BOLINHAS BRANCAS (Ed. Companhia das Letras) – Esse não é de histórias coletadas do folclore, mas mantém o divertido estilo narrativo do autor. Expõe as diferentes leituras que uma pessoa pode fazer de outra baseado nas aparências. Será que é possível decodificar um estilo de vida baseado apenas no que o olho vê? O interessante desse livro é que é um modo gostoso de se mostrar o funcionamento de pensamentos semióticos, será que tudo é válido numa análise de discurso?

Bom garobabas, esperto que tenha curtido, para nós está sendo bacana colocar essas indicações aqui.   Qualquer dúvida ou sugestão, já sabem, podem nos procurar:   no facebook:

https://www.facebook.com/arte.negus?ref=ts&fref=ts

youtube:

https://www.youtube.com/user/artenegus

ou instagram:

http://instagram.com/arte_negus

Augusto e Elaine fundaram a Cia Arte Negus e acreditam no riso como instrumento de transformação social.

Posts Relacionados

  • Juliana Mazini

    Excelente indicação!

    • Arte Negus

      Opa, muito obrigado Ju! De coração.

      Vamos juntos nessa empreitada de leituras, causos e livros.

      Tentaremos inserir dicas toda semana.

      Abraço grande!